Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Estadual
Sexta-Feira, 01 de Junho de 2018, 10h:12

DUODÉCIMO ATRASADO

Defensoria pede bloqueio de R$ 12 milhões do governo de Mato Grosso

Cícero Henrique

Reprodução

Governador Pedro Taques

A Defensoria Pública em Mato Grosso endureceu e pediu o bloqueio imediato de R$ 12,6 milhões nas contas do governo e notificou a ministra do STF Rosa Weber que nãotem interesse na conciliação com o governador Pedro Taques (PSDB).

Para a Defensoria, o pedido de conciliação é apenas para "protelar o cumprimento da liminar deferida" que obriga o Estado a repassar o Duodécimo atrasado e pagamento dos futuros todo dia 20 de cada mês.

A DP informa que não tem como continuar atuando sem o pagamento dos R$ 12 milhões.

O governador Pedro Taques continua alegando queda na receita, sobretudo depois da greve dos caminhoneiros que durou 10 dias e compromentou a economia e insiste que vai priorizar o pagamento dos salários dos servidores.

Mas a DP insiste que “Diante do não cumprimento imediato da liminar deferida, que determinou ao Poder Executivo do Estado do Mato Grosso o pagamento das parcelas vencidas correspondentes à dotação orçamentária da Defensoria Pública daquele estado, sob forma de duodécimos, que hoje soma-se o valor de R$ 12.634.105,05, requer-se, ainda, o arresto nas contas do Tesouro do Estado do Mato Grosso até o valor retromencionado, sua conversão em penhora e sua transferência imediata à Defensoria Pública, para garantir o cumprimento efetivo da liminar deferida”.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO