Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Executivo

Domingo, 28 de Maio de 2017, 07h:33

EDUCAÇÃO BÁSICA

Em MT, salário dos professores aumentou mais de 40% em dois anos e meio

Redação

Os salários dos profissionais da educação básica de Mato Grosso tiveram, de janeiro de 2015 a maio deste ano, uma valorização acumulada de 39,54%. No próximo mês de setembro, quando o Governo do Estado pagar a última parcela da RGA de 2016, os servidores da Educação terão recebido 42,98% de reajustes apenas nesta gestão. As informações são da Seduc-MT.

Nos últimos dois anos e meio, professores e servidores administrativos receberam aumentos reais dos salários e valores referentes à Revisão Geral Anual (RGA), de modo que, até o 9º mês de 2017, o ganho real será de 22,87% – ou seja, acima da inflação (INPC) acumulada desde janeiro de 2015. 

Com todos os aumentos concedidos e os que ainda serão pagos nos próximos meses, um professor da rede estadual, graduado e em início de carreira, que ganhava R$ 2.608,90 em janeiro de 2015, passará a receber R$ 3.730,20 em setembro.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, com todos esses aumentos os servidores da educação têm hoje um dos maiores salários do país. 

"Desde o início do seu mandato, o governador Pedro Taques vem demonstrando que a Educação é uma de suas prioridades - com investimentos em estrutura escolar e na valorização dos profissionais. Tudo isso só aumenta a nossa responsabilidade, pois temos que traduzir esses números em melhoria efetiva do aprendizado nas salas de aula", disse Marrafon.

PODER DE COMPRA

Dos cerca de 100 mil servidores estaduais, 40 mil são da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

No primeiro ano da atual gestão, o Governo do Estado concedeu reajuste salarial de 12,60%, montante que subiu para 22,90% em 2016.

Neste mês de maio, a Seduc anunciou que os salários serão reajustados em 7,69%. O benefício, que tem como objetivo aumentar o poder de compra do servidor, estende-se a todos os profissionais da educação básica, efetivos e contratados. 

Além disso, mesmo diante da crise econômica que afeta todo o país, o Executivo firmou o compromisso de terminar o pagamento dos 11,28% da RGA de 2016 até setembro a todos os servidores públicos estaduais. As duas últimas parcelas da revisão, de 1,74% e 1,708%, serão quitadas em junho e setembro, respectivamente.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO