Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018

Brasil

Domingo, 08 de Julho de 2018, 09h:10

REGISTRO ESPÚRIO

Quanto custa criar um sindicato? Entenda o escândalo que derrubou o ministro do Trabalho

Redação

Reprodução

Ministério do Trabalho e Empego

Um registro sindical junto ao Ministério do Trabalho chegava a custar até R$ 4 milhões por causa de um esquema de fraudes instalado na pasta. Foram as investigações desse esquema que levaram, nesta quinta-feira, ao afastamento do ministro do trabalho, Helton Yomura (PTB). As fraudes vêm sendo investigadas desde maio de 2018 pela Operação Registro Espúrio, da Polícia Federal (PF).

Yomura não chegou a completar três meses no cargo antes de sair pela porta dos fundos, suspenso de suas funções pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Seu afastamento é o mais novo capítulo da novela envolvendo o Ministério que se estende desde o início do governo do presidente Michel Temer (MDB). Além da suspensão do ministro, o STF ainda autorizou a prisão do chefe de gabinete de Yomura, Júlio de Souza Bernardes e do superintendente regional do trabalho no Rio de Janeiro, Adriano José de Lima Bernardo. Vale lembrar que, até outubro de 2017, esse cargo era ocupado por Yomura, que saiu de lá para assumir o cargo de secretário-executivo do ministério.

O Ministério do Trabalho é foco dos maiores lobbys do Brasil, devido que a instituição regula e fiscaliza o setor produtivo do país. Por isso o grande interesse de todos no ministério, inclusive para criação de novos sindicatos.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO